Cultivando Suas Próprias Plantas de Rábano

Cultivando Suas Próprias Plantas de Rábano

Cultivando Suas Próprias Plantas de Rábano

Rábano é destaque em um mural de Pompeia, em Plínio, o Velho História Natural , e na mitologia grega, quando Apolo foi informado de que o vegetal valia seu peso em ouro. Gregos renomados como Cato e Dioscorides também mencionaram a planta, e ela foi amplamente usada como medicamento durante a Idade Média.

Uma vez introduzido na América do Norte, as tribos indígenas usaram raiz-forte para tratar de tudo, desde o resfriado comum a problemas de glândula e escorbuto, e os presidentes George Washington e Thomas Jefferson os catalogaram em seus jardins.



Plantando sua raiz-forte

Embora o rábano seja uma planta resistente ao frio, também pode ser cultivada em recipientes internos. Procure um solo úmido e fértil com um nível de pH ligeiramente ácido a neutro e comece no início da primavera. A raiz-forte tem uma longa estação de crescimento, então você colherá no outono ou na primavera seguinte, após o congelamento.

Coloque as raízes verticalmente no solo em um ângulo de 45 °, adicione composto e cubra com a camada superior do solo. Ao plantar dentro de casa, selecione um vaso profundo de 24 a 36 polegadas com orifícios de drenagem para que as raízes tenham espaço para se espalharem.



Requisitos de espaço para raiz-forte

As plantas atingem uma altura média de 60 cm, mas as raízes da raiz-forte têm requisitos de espaço significativos. As raízes principais longas e carnudas penetram profundamente, rastejando até 3 metros abaixo do solo. Isso cria uma teia de raízes secundárias que se estendem ainda mais, para um sistema radicular com vários metros de comprimento.

Embora o espaço seja necessário, é por isso que muitos jardineiros domésticos escolhem um sistema de contêiner; eles não precisam se preocupar em arrancar as raízes após a colheita e podem controlar o crescimento.

Requisitos de luz solar

O rábano é uma planta resistente, mas quanto melhores forem as condições de cultivo, melhores serão os rendimentos e, quanto mais forte e saboroso for o sabor na época da colheita. Embora a raiz-forte ainda cresça sob luz solar parcial, você terá uma safra menos bem-sucedida. Certifique-se de que as plantas recebem luz solar direta ao longo de seu ciclo de crescimento para obter os melhores resultados.



Requisitos de rega

Sempre adaptável, o rábano pode crescer com sucesso, mesmo durante uma seca. Isso afeta o sabor, no entanto, à medida que as raízes se tornam lenhosas e fracas, com o sabor escorrendo rapidamente. Regue suas plantas regularmente, especialmente se a chuva for escassa. Tente comer de três a cinco centímetros por semana, mas evite regar demais, o que dá às raízes um sabor amargo.

Pragas que podem prejudicar a raiz-forte

Os vermes da repolho e os besouros de pulgas atacam o rábano, fazendo grandes buracos nas folhas. Nas mudas, esse dano pode se espalhar rapidamente e destruir toda a plantação, portanto, fique de olho. As folhas recém-mordidas costumam ter uma aparência 'rendada' antes que o dano se torne mais profundo, dando-lhe tempo para reagir.

Para eliminar as pragas, polvilhe as plantas com pó de talco repelente de pulgas, use inseticidas durante a primeira parte do ciclo de crescimento e traga armadilhas pegajosas para capturar vermes e pulgas.

Doenças potenciais

As pragas podem espalhar doenças facilmente à medida que se movem entre as folhas, de modo que a infecção passa rapidamente de uma planta para outra. A ferrugem é a mais comum, resultando em amarelecimento severo, escurecimento, manchas e, às vezes, morte. Uma vez identificado, remova as folhas infectadas e cubra completamente a base da planta para impedir a propagação.

A murcha afeta o sistema vascular, por isso pode destruir toda a colheita. Salve as plantas afetadas removendo-as do solo, lavando as raízes e aparando as áreas afetadas.

A colheita é a melhor maneira de prevenir o aumento e a propagação de doenças. Faça a colheita a cada primavera e outono, girando as camas a cada vez.



Nutrientes e cuidados especiais

As plantas de raiz-forte precisam de pouca manutenção, mas se beneficiam de fertilizantes de alta qualidade com baixo teor de nitrogênio e alto teor de fósforo. Uma vez que podem prosperar durante as condições adversas do inverno, isso aumenta a qualidade do solo para um melhor crescimento, ao mesmo tempo que ajuda o seu jardim a manter um nível de pH durante toda a temporada. A remoção de ervas daninhas também incentiva o forte crescimento, ao mesmo tempo que reduz o risco de pragas e doenças.

Propagando seu rábano

Perfeitas para propagação, novas plantas podem ganhar vida por meio de radículas da raiz principal. Uma vez que as plantas estabelecidas crescem em um sistema de raízes extenso, certifique-se de que as radículas colhidas sejam somente desta fonte; raízes secundárias não resolverão o problema. Corte a raiz lateral em seções de 15 a 20 centímetros de comprimento e enterre essas estacas com a raiz bem coberta e bem regada. Para obter melhores resultados ao ar livre, plante esses recém-chegados no solo cerca de seis semanas antes da última geada.

Colhendo seu rábano

A maioria dos jardineiros prefere o sabor da raiz-forte de uma estação do que da outra: no final do outono ou no início da primavera. Experimente os dois para ver qual variedade você mais gosta; Quando chega a época da colheita, basta puxar a pá do jardim, desenterrar as raízes e você estará pronto para preparar seu acompanhamento. Observe que o sabor se torna mais picante quando as plantas mais finas são raladas ou moídas, então você pode desempenhar um papel ainda mais importante em seu sabor.

Benefícios do rábano

Os comensais desfrutam de uma ampla gama de benefícios da raiz-forte, que chega à colheita repleta de nutrientes. A raiz vegetal tem 20 vezes mais cálcio do que uma batata, e seu teor de vitamina C excede em muito o das laranjas, ajudando a estimular o sistema imunológico e proteger as células dos danos dos radicais livres.

A raiz do rábano é rica em vitaminas e minerais, incluindo ferro para ajudar no crescimento e desenvolvimento, potássio para regular o equilíbrio de fluidos e contrações musculares e magnésio, que apoia as funções musculares e nervosas.